Comércio Online

Que nome dar a um produto de uma loja virtual

Nota: Este artigo é o seguimento do artigo: Qual a página mais importante de uma loja virtual. Caso ainda não tenha lido o artigo, aconselho a leitura.

Dar nomes a produtos pode ser muito aborrecido.

  • Produto 1: Vestido de Festa
  • Produto 2: Vestido de Festa
  • Produto 3: Vestido de Festa

Aposto que você já sabe o nome do produto nº4. Isto não é uma pergunta traiçoeira. O nome do produto nº4, é mesmo “Vestido de Festa”.

Estes são os nomes de produtos que eu encontrei numa loja virtual de vestidos. Não foi inventado, e foi a primeira loja que eu cliquei depois de pesquisar “loja de roupa para festas”

Faça uma pesquisa de lojas virtuais na internet e vai ver que encontra milhares destes casos. As pessoas dão nomes aos produtos que não os distinguem dos outros, nem criam uma vontade de os comprar.

Mas o título do produto (ou nome do produto) é muito importante. Não descuide este aspeto.

Eu até posso imaginar a conversa entre duas pessoas desta empresa de vestidos:

  • Que nome vamos dar a este vestido?
  • Sei lá.
  • Então fica “vestido de festa”, depois vemos outro nome.

E claro, o nome vai ficar para sempre o mesmo.

E porque é que o nome de um produto é tão importante?

O nome de um produto numa loja tem quatro principais funções:

  1. Ajudar no ranking dos motores de busca.
  2. Ajudar os clientes a encontrar o produto que procuram
  3. Distinguir o produto de todos os outros produtos
  4. Valorizar o produto

1 – Ajudar no ranking dos motores de busca

Quando alguém pesquisa no google, bing ou yahoo “loja de vestidos de festa”, você vai querer que a sua loja apareça na primeira página.

Se você tiver vários produtos cujo nome seja “vestido de festa”, os motores de busca provavelmente irão colocar a sua loja nos primeiros lugares, ou pelo menos à frente de lojas que só tenham produtos que digam “Vestido”.

Por isso você deve incluir no nome a designação que os clientes irão pesquisar na internet.

A nossa loja exemplo dos vestidos de festa, passou o primeiro teste.

2 – Ajudar os clientes a encontrar o produto que procuram

Dependendo do qua a sua loja vende, há muitos clientes que usam a pesquisa do site (quando já estão na loja virtual) para encontrar o que procuram.

Se a palavra que eles procuram estiver no nome do produto, então esses produto vai aparecer na pesquisa.

Claro que essa palavra poderia estar na descrição do produto, e também seria encontrada, mas se a palavra estiver no nome é muito mais provável que o cliente clique nesse produto.

A nossa loja exemplo também passou neste teste

3 – Distinguir o produto de todos os outros produtos

É uma questão prática. Quando o cliente estiver a falar consigo sobre um produto, quando o cliente referir o seu produto no facebook, ou quando você estiver a falar com um dos seus empregados sobre determinado produto, é muito mais fácil falar no vestido de Festa New York, do que no vestido da referência SW237FS98.

A nossa loja exemplo, depois de um começo promissor, acaba por chumbar no terceiro teste.

4 – Valorizar o produto

E por último o nome pode valorizar o produto.

Qual é que acha que é o produto de maior valor: o vestido de festa, ou o vestido de festa New York?

O segundo, certo?

E se o cliente valorizar mais o seu produto, isso significa que se ele for confrontado com dois produtos de preço igual, ele vai comprar aquele que mais valoriza.

E, inclusivamente, você poderá, em muitos casos, aumentar o preço, só porque tem um nome diferente e que valoriza o produto.

Imagine poder cobrar mais dinheiro ao cliente só porque acrescentou algumas palavras.

A nossa loja exemplo acaba de ser reprovada.

Então que nome dar a um produto de uma loja?

Convém fazer uma distinção do produto.

Essa distinção é se você é a única pessoa a vender o produto, ou se é um produto que existe noutras lojas (físicas ou virtuais).

Produto que existe noutras lojas

E esta distinção é importante, porque se o seu produto existir noutras lojas, você deve dar a descrição que o fabricante dá ao produto.

Porquê? Porque, na grande parte dos casos, as pessoas sabem qual o nome do produto, e por isso andam à procura daquele mesmo produto. E querem comparar diferentes lojas que vendem esse produto, ou poderão querer ler mais opinião sobre esse produto.

Por exemplo, se você vender máquinas de barbear, ao criar um nome que seja a marca e modelo do produto, você terá muitas hipóteses de o cliente encontrar a sua loja quando pesquisar esse produto num motor de busca.

Mesmo numa loja de roupa, caso você venda roupa de marcas conhecidas, você deve dar o nome que o fabricante dá, ou pelo menos colocar a referencia do produto na parte descrição.

Um fenómeno que é cada vez mais frequente é o chamado “Showrooming”

E o que é o “Showrooming”?

Cada vez mais as pessoas vão a lojas físicas para ver e experimentar produtos. Só que não compram. Em vez disso, apontam o nome do produto (habitualmente tiram fotos da etiqueta) e procuram esses produtos online. E acabam por comprar em lojas virtuais que têm, frequentemente, melhores preços.

Produtos que só você vende

No caso de o seu produto só ser vendido na sua loja, então você deve criar um nome que seja apelativo e distinto.

No nosso curso Loja Virtual Otimizada, explicamos vários métodos para dar nomes a produtos, e onde conseguir obter esses nomes. Mas ficam aqui algumas ideias.

Algumas sugestões para criar nomes originais é utilizar nomes de:

  • Pessoas (exemplo Casaco Ana)
  • Lugares (exemplo Bicicleta Oslo)
  • Figuras mitológicas (exemplo Cadeira Zeus)
  • etc

Quais os próximos passos?

  1. Caso você já tenha dado nomes a produtos, deve fazer uma lista daqueles que têm que ser alterados.
  2. Crie um critério para dar nomes a produtos. Exemplo: 1º família do produto, 2º subfamília, 3º nome de uma país.
  3. Siga esse critério para a criação do nome de todos os novos produtos.

 

Receba GRÁTIS todos os novos posts, no seu email, e o Livro "Como criar uma loja virtual de roupa"