Como negociar o arrendamento de uma loja - Venda Otimizada

Como negociar o arrendamento de uma loja

Como negociar o arrendamento de uma loja - imagem da rua augusta lisboa

Acha que não é possível baixar significativamente o preço de uma loja?

Neste artigo eu vou explicar quais os “segredos” para conseguir negociar o arrendamento de uma loja (aluguel, como se diz no Brasil), nas melhores condições possíveis.

E esses “segredos” resumem-se a 3:

  • Saber pôr-se na pele do senhorio
  • Ser racional
  • Utilizar a psicologia

Vamos ver estes 3 “segredos”.

1 — Pôr-se na pele do senhorio

Tal como em todas as negociações, cada uma das partes tem os seus objetivos. E para você conseguir compreender melhor os donos das lojas, você vai ter que se pôr na pele dele. Ou seja, você vai ter que pensar quais são os objetivos dos senhorios.

Talvez pense que o objetivo dos senhorios será o de conseguir o valor mais alto da renda (aluguel). E isso é verdade. Mas não é o único. Os objetivos dos senhorios são:

  • Conseguir o valor mais alto possível.
  • Ter segurança (garantia que vão receber o valor acordado todos os meses).

Mas, no caso do mercado imobiliário estar difícil para o senhorio, ou seja, quando há muitas lojas disponíveis para arrendar, existe ainda um terceiro objetivo.

E o objetivo é conseguir ganhar algum dinheiro no curto prazo, mas sem comprometer o futuro.

Repare na situação ideal para o senhorio. Ele quer alguém que consiga pagar as rendas todos os meses, e a tempo e horas. Mas como ele sabe que o mercado está difícil, ele está disposto a baixar o valor da renda. Mas por outro lado não quer perder a oportunidade de ganhar mais, quando o mercado subir.

E você, se já tem uma loja (ou lojas), pode conseguir com que o senhorio fique satisfeito com a sua oferta.

Vejamos então o que você deve utilizar como argumentos para conseguir negociar o arrendamento de uma loja nas melhores condições.

Segurança

Os senhorios experientes, preferem arrendar uma loja a pessoas que já tenham um negócio. E porquê? Porque se você já tem um negócio, já sabe que você consegue ganhar dinheiro, e já sabe o que pode pagar pela loja.

Por isso, utilize este argumento. Diga há quanto tempo já é lojista. Demonstre que você já tem um negócio que funciona bem, e não é um negócio que pode ou não ser lucrativo. Isso dá mais segurança ao senhorio.

Valor da renda

Numa situação de crise, o senhorio sabe que tem que baixar o preço para conseguir arrendar a loja. Mas ele também sabe que dentro de alguns meses, os valores das rendas vão subir novamente. Por exemplo, o senhorio sabe que numa situação normal a loja vale 2000€ por mês. Mas também sabe que no curto prazo, é impossível arrendar por aquele preço.

Então a sua proposta deve ser feita de forma a garantir algum valor no curto prazo, mas sem perder o longo prazo. E como fazer?

Há três maneiras:

  • Você propõe arrendar por 2000€ por mês. Mas no primeiro ano, por exemplo, existe um desconto de 50%.
  • Você faz um contrato de um ano por 1000€ por mês, com a opção de um segundo contrato (no final) por 2000€ por mês durante 5 anos.
  • Você faz um contrato em que todos os anos aumenta a renda em determinado valor (acima da inflação), por exemplo, 300€ por ano. 

Para decidir o que vai propor, tem que ter a certeza que é possível fazer isto legalmente. À data em que estou a escrever este artigo, todas estas 3 hipóteses são possíveis em Portugal. Não conheço as lei dos outros países, mas certamente que é possível fazer algum destes contratos.

2 — Ser racional

Muitas pessoas acabam por fazer maus contratos porque não são racionais. Deixam-se “apaixonar” pela loja, ou então cansam-se de procurar loja, e aceitam condições que não são as melhores.

Se você já tem uma loja, então já tem uma ideia do que consegue pagar de renda de forma a ganhar dinheiro. Claro que em locais diferentes, as vendas serão diferentes. Mas é possível ter uma estimativa para as vendas. Por isso, faça as suas contas, e não saia desses valores. Se não conseguir fazer o negócio pelo valor que definiu, não faça o negócio. É melhor não fazer o negócio, do que fazer um mau negócio. Outras oportunidades surgirão.

E no caso de você ainda não ter nenhuma loja, também deve ter um valor em mente que não deve ultrapassar.

3 — Utilizar a psicologia

Por último, você deve utilizar a psicologia para negociar o melhor contrato de arrendamento de uma loja.

No início, eu disse quais eram os objetivos dos senhorios. Mas não pense que os senhorios vão apenas ter em conta esses objetivos racionais.

Existe um fator que influencia muito o senhorio, e que é: gostar de si.

É um facto que as pessoas gostam de fazer negócios com pessoas de quem gostam. E por vezes estão dispostos a deixar de ganhar tanto dinheiro, só porque gostam da outra pessoa.

E a maioria das pessoas faz um mau trabalho a negociar (seja lojas ou outra coisa qualquer).

Temos a tendência a usar o princípio de que se pusermos muitos defeitos na loja, o senhorio vai ser sensível aos argumentos e vai baixar a renda. E aliás, existe um ditado que diz: “quem desdenha quer comprar”.

Mas isso está completamente errado. E posso-lhe garantir isso, porque ao princípio também eu usava essa técnica de negociação.

Repare numa coisa.

A maioria dos senhorios, tem um certo carinho pelas lojas que têm. Em primeiro lugar porque foi uma escolha pessoal. E em segundo lugar, representa um sacrifício financeiro.

Por isso, se tiver interessado na loja, não diga mal da loja. Pelo contrário. Comece por dizer bem da loja. Diga que gosta da loja, mostre entusiasmo. E só final, é que diga as desvantagens que vê na loja.

Por exemplo:

  • “Gosto muito desta loja. É mesmo isto que eu preciso. Só é pena que….”
  • “Adorava ficar com a loja. Mas infelizmente não posso pagar tanto, pois assim não conseguia ganhar dinheiro. Talvez se pudesse baixar o preço.”

Experimente usar o método tradicional, o de pôr muitos defeitos na loja. E depois, experimente o método de dizer bem da loja e ser simpático. Só desta forma é que conseguirá compreender as vantagens deste último método.

Conclusão para negociar o arrendamento de uma loja

O sucesso de uma loja depende em grande medida da localização. Mas claro, as melhores localizações são mais caras. Mas se você utilizar estes três princípios na negociação, vai conseguir arranjar uma localização melhor, a um preço bastante inferior aos seus concorrentes.

Como negociar o arrendamento de uma loja
Voltar ao topo