Comércio em Geral, Comércio Online

Como melhorar a qualidade dos produtos e serviços (sem realmente melhorar)

Como aumentar a qualidade de produtos ou serviços

Um dos fatores que faz o cliente valorizar mais um produto, é a qualidade do produto ou serviço.

Mas é importante você perceber que valor e preço, não são a mesma coisa.

Preço é o dinheiro que o cliente pagou pelo produto ou serviço.

Já o valor é subjetivo, e depende de cliente para cliente.

A melhor definição de valor que eu já vi foi esta:

Valor é a diferença entre o que o cliente pensa que o produto (ou serviço) custa, e o que ele realmente custa.

Vamos ser um pouco mais concretos.

Imagine que uma cliente vai a uma loja de roupa. A cliente olha para um vestido, e pensa: “Que bonito. Deve custar aí uns 40 euros.”

Depois ela olha para o preço, e o vestido custa apenas 30 euros. Isto significa que para esta cliente o vestido tem um valor superior em 10 euros. Se a cliente comprar o vestido vai ficar com um vestido que para ela vale 40 euros. Mas só pagou 30 euros.

Claro que o inverso pode acontecer.

O cliente pode achar que o preço é demasiado caro para o que ele pensa que o produto custa.

Então o nosso objetivo é aumentar o valor do produto.

E uma das formas de o conseguir é através da melhoria da qualidade do produto ou serviço.

A qualidade visível

Quando estamos no papel de lojista tendemos a esquecer que o cliente não percebe tanto dos nossos produtos e serviços como nós.

Mas o cliente não vê a qualidade como nós vemos.

E os lojistas que conseguem perceber melhor o que os clientes realmente valorizam, têm uma vantagem sobre os outros lojistas.

Não adianta melhorar a qualidade de um produto, se o cliente não se apercebe dessa melhoria.

Mas há melhorias que o cliente vê e valoriza. E muitas vezes até são melhorias que nem tornam o produto realmente de mais qualidade. Mas o cliente pensa que sim.

Há algumas coisas que podemos fazer e que melhoram a qualidade visível.

Por exemplo:

  • Melhorar as etiquetas dos produtos, colocando etiquetas mais bonitas ou mais apelativas.

  • Melhorar as embalagens, colocando produtos que não estavam em embalagens, dentro de embalagens, ou criando embalagens mais apelativas. Isto também é válido para a louça onde são servidas comidas e bebidas.

  • Melhorando a apresentação dos produtos. No caso de lojas de roupa, por exemplo, passando a ferro a roupa, ou cortando as linhas que estão soltas.

  • Criando detalhes e pormenores que façam o cliente sentir que o produto ou serviço são superiores, porque ele vê e sente isso.

No caso de lojas que vendam serviços, o serviço pode melhorar muito, criando detalhes no serviço.

Por exemplo, num cabeleireiro masculino, limpar a cara do cliente com um pano húmido e quente no final do corte do cabelo.

Este é um pormenor que não muda a qualidade do corte. Mas o cliente passa a ver o corte de cabelo como tendo mais qualidade.

A qualidade real não importa?

Pode importar, mas não para a venda.

Para a venda – e isto é muito importante – só conta a qualidade visível, ou melhor dizendo, a qualidade percetível, ou seja a qualidade que o cliente vê, sente, saboreia, ou ouve.

Repare que há muitos produtos e serviços em que a qualidade será sempre subjetiva.

Por exemplo, a qualidade de um vinho será sempre subjetiva para o cliente. Beber vinho num copo bonito faz com que o cliente pense e sinta que o vinho tem mais qualidade. Apesar de não mudar o sabor real do vinho.

Mas claro, se vendermos um produto, e depois mais tarde, o produto demonstrar que não tem qualidade, isso pode fazer com que o cliente reclame, e queira a devolução do dinheiro. Ou pior, ficar com má ideia da loja e nunca mais voltar.

Se vendermos uma máquina ou aparelho e ela avariar, então a qualidade real é importante. Ou se vendermos uma roupa, e ela encolher na lavagem, isso também é importante.

Melhore a qualidade visível dos seus produtos e serviços, e vai ver as vendas a aumentar.

Quer aprender mais sobre este tema?

Temos vários manuais e cursos para que possa aprender ainda mais sobre este e outros temas de negócios de lojas. Dê um salto enorme no seu negócio.

Gostou deste artigo?

Estamos sempre a lançar novos artigos para ajudar quem tem, ou quer ter uma loja. Pode inscrever-se na nossa newsletter (e ainda por cima é gratuita), e assim receberá os novos artigos no seu email, e outras informações.

E ainda recebe um livro grátis.