Supermercados

7 erros que você não pode cometer ao decorar um supermercado

Há muitas razões por que alguns supermercados têm muito mais sucesso que outros. Mas uma das maiores razões para isso, é que os supermercados de sucesso não cometem estes erros.

Decorar um supermercado não é apenas juntar equipamentos, e colocar lá os produtos. É muito mais. Por isso, não cometa estes erros ao decorar um supermercado.

1 — Não se preocupar com a imagem

“O cliente só se preocupa com o preço. O resto não interessa”.

Ouço muitos lojistas dizerem isto. Mas será que é verdade?

Para mostrar que isso não é verdade, eu faço duas perguntas:

  • Você consegue que o seu supermercado seja o mais barato de todos? E mesmo assim ganhar dinheiro?
  • E se o cliente tiver que optar por dois supermercados com preços baixos, mas um tem uma boa imagem, e o outro tem uma má imagem. Qual é que acha que o cliente vai escolher?

Não basta decorar um supermercado. É preciso que a decoração tenha uma boa imagem. Só dessa forma é que você vai conseguir competir com todos os outros supermercado, e vencer. Mesmo que não tenha os preços mais baixos.

2 — Ter uma iluminação de “fábrica”

Entramos em muitos supermercados e parece que estamos numa fábrica, ou num armazém, e não numa loja. E uma das razões para isso, é a iluminação.

Luzes demasiado brancas, e usar apenas lâmpadas fluorescentes faz com que a loja pareça uma fábrica. Mas se você utilizar uma iluminação equilibrada, com o tom de cor certo, a loja vai ficar muito mais atraente. Em vez de parecer uma fábrica, a loja vai parecer uma loja gourmet, ou uma boutique.

Decorar um supermercado de forma atraente é também saber utilizar a luz para tornar os produtos especiais e mais desejados. Os clientes vão sentir que os produtos são diferentes, mesmo sendo produtos que são vendidos em qualquer outro supermercado.

3 — Ter uma fachada que não se vê

Qual é o objetivo da fachada na decoração?

Em primeiro lugar, o objetivo é que chame a atenção do cliente.

Se você não conseguir que o cliente fixe o olhar no seu supermercado, então é como se a loja não existisse. O cliente pode olhar, mas se não o vê realmente, a fachada não está a cumprir o seu obejtivo.

E se os clientes não olharem com atenção para a fachada, você não vai conseguir obter novos clientes. E até pode mesmo perder os clientes que já tem. Como se costuma dizer: “longe da vista, longe do coração”. Se os seus clientes não continuarem a ver a fachada, o supermercado acaba por ser esquecido.

Você tem que conseguir uma fachada que:

  • chame a atenção,
  • seja visível de vários sítios,
  • e à distância.

4 — Ter muitos cartazes

Ter cartazes no supermercado, ajuda a aumentar as vendas. Mas como tudo na vida, o que é demais é mau.

Muitos supermercados exageram na quantidade de cartazes que têm. Enchem a loja de cartazes. Como resultado, os clientes deixam de reparar nos cartazes.

Os seus cartazes são como a publicidade na internet, nos jornais, ou na televisão. Se forem demais, os clientes “aprendem” a ignorar a publicidade. Os mesmo se passa com os cartazes. Muitos cartazes fazem com que o cliente perca o interesse. E a sua eficácia desaparece.

Mais vale ter meia dúzia de cartazes que os clientes lêem, do que dezenas de cartazes que ninguém lê. E ainda por cima, custa menos dinheiro.

5 — Ter expositores simples, e de cores claras

Até parece que a maioria dos supermercados acredita que os expositores dos supermercados têm que ser todos iguais.

Se repararmos na maioria do supermercados, os expositores são simples prateleiras em metal e de cor clara (branco, bege, ou cinzento claro).

Mas obviamente que não existe uma regra que faça os supermercados terem todos o mesmo tipo de expositores.

Ao decorar um supermercado, os expositores:

  • não precisam de ser todos iguais, dentro da loja. Ou seja, você pode (e deve) ter na loja diferentes tipos de expositores.
  • podem ter uma combinação de materiais: madeira, metal, cartão, vime, etc.
  • devem ter cores que destaquem o produto, e representem o estilo da loja.
7 erros ao decorar um supermercado. Imagem de expositores atraentes
Um exemplo de uma boa utilização de expositores. E não é caro fazer este tipo de decoração.

6 — Não ter cores definidas para a decoração

Um dos primeiros passos que eu sugiro a quem lê o Manual Completo de Marketing para Supermercados, é a escolha de uma combinação de cores para a imagem do supermercado.

As cores que você escolher, devem ser as cores que vai utilizar para decorar um supermercado, mas também para o logótipo, redes sociais, e publicidade.

O cliente tem que se habituar a identificar o seu supermercado pelas cores, e não só pelo nome.

O que eu aconselho é que você só escolha 3, 4, ou 5 cores na imagem. Mas atenção, essas cores têm que estar em harmonia entre elas. Não escolha cores demasiado agressivas. A combinação de cores agressivas está ultrapassada. E se você as utilizar na decoração do seu supermercado, o cliente vai associar a uma imagem antiquada e ultrapassada.

7 — Ter balcões pouco atraentes

E por último, o erro que eu vejo ao decorar um supermercado, é ter balcões pouco atraentes.

A  maioria dos supermercado têm balcões. Podem ser balcões frigoríficos para carne, peixe, ou congelados. Ou balcões para vender pão, ou legumes.

Mas esses balcões não precisam de parecer um equipamento técnico.

A maioria deles tem uma base em aço inoxidável, ou aço pintado. Mas podem, e devem ser embelezados.

Existem muitas formas de melhorar a imagem desses balcões sem ter que investir em balcões caros. E o resultado final é extraordinário. No final, você vai ter um balcão que parece mais um móvel, do que um equipamento técnico.

O próximo passo para decorar um supermercado

O próximo passo é você conseguir decorar um supermercado que faça:

  • aumentar o número de clientes novos
  • fazer os clientes gastar mais
  • conseguir que os clientes voltem novamente.

No “Manual Completo de Marketing para Supermercados” você vai aprender a decorar um supermercado, mas também a aumentar as vendas, promover o negócio, e muito mais.

Você pode saber mais sobre o manual, e ler uma amostra grátis de cada livro do manual. (são 5)