Comércio em Geral

20 Maneiras de se motivar para o trabalho

Qual o elemento mais importante para o sucesso de uma loja?

Não é o preço. Também não é o produto. Nem a decoração. Ou o design do site.

Você é o elemento mais importante do seu negócio.

E se você for todos os dias trabalhar com vontade de vencer, e de remover todos os obstáculos que estejam à sua frente, nada o parará.

O poder de querer é muito forte. Mas estar permanentemente motivado não é fácil É por isso que você precisa de maneiras de se manter motivado.

#1 — Premeie-se pelos pequenos sucessos

Você deve ter objetivos de longo prazo, aqueles que fazem todos os seus sonhos realizarem-se. Por exemplo, ter um negócio que tenha um lucro anual de ____ (você escolhe o objetivo).

Mas os objetivos de longo prazo podem estar distantes. Para se manter motivado, você tem que criar pequenos marcos no seu trajeto, e compensar-se, através de um prémio por esses marcos.

Por exemplo, um dos marcos que você pode ter é atingir 1000€ (ou 4500 reais) num dia de vendas. Ou seja, se você atingir aquelas vendas, num dia qualquer, você vai atribuir um prémio a si próprio.

Esse prémio pode ser qualquer coisa que lhe deixe satisfeito, como por exemplo, um smartphone novo, um fim de semana num hotel, etc. Assim, quando você olhar para o smartphone, ou se lembrar do fim de semana, você vai associar a um marco de sucesso. E vai querer ter mais sucessos.

#2 — Foque-se no objetivo

Se colocarmos uma tábua de 10cm de largura por 2 metros de comprimento no chão, e pedirmos às pessoas para a atravessar, sem tocar no chão, quase toda a gente vai conseguir.

Mas se colocarmos a mesma tábua entre dois prédios de 10 andares, a maioria das pessoas ou desistiria, ou cairia.

Mas a dificuldade é exatamente igual nos dois casos.

A diferença é que no primeiro caso, as pessoas focam-se na tábua, e no segundo na caída.

Foque-se na parte positiva dos seus objetivos. Não tenha receio das dificuldades.

#3 — Tenha tempo para sonhar

Com todas as tarefas do dia a dia, e mais as distrações do mundo online (obrigado, smartphones!), as pessoas não têm tempo para sonhar.

Uma vez por mês, tenha a ousadia de sonhar. Guarde uma parte desse dia (basta meia hora), e sonhe.

Se o génio da lamparina lhe aparecesse e lhe dissesse que você poderia obter tudo o quisesse para o seu negócio, o que é que você escolheria? Esses são os seus sonhos.

#4 — Veja oportunidades em todo o lado

Quando estamos perante um problema ou perante uma crítica, podemos ver a situação de uma das duas maneiras:

  1. Podemos ficar aborrecidos, ou mesmo magoados.
  2. Ou podemos ver isso como uma oportunidade.

Os clientes queixam-se da qualidade de um produto?

Ora aí está uma excelente oportunidade para melhorar. E ainda bem que se queixam. Isso é sinal que se interessam. O pior é quando os clientes não se queixam, e se vão embora.

A economia está má? Os clientes têm pouco dinheiro?

Boas notícias. Os seus concorrentes também têm esse problema. Agora, imagine que você consegue arranjar uma solução que faça com que os clientes consigam pagar os seus produtos ou serviços. De repente, o problema tornou-se numa vantagem. E uma enorme vantagem em relação à concorrência.

#5 — Procure simples prazeres que a motivam

Uma das formas que a maioria das pessoas consegue se motivar é através da música.

Por vezes, você está a ouvir rádio, ou uma app de música, e aparece aquela música que faz você ficar super motivada.

Então pense nisto. Você não tem que estar à espera que essa música apareça. Você pode simplesmente ter uma playlist de músicas que sabe que a vai motivar.

Quando se sentir desmotivada, ouça essa música.

#6 — Saia da zona de conforto uma vez por semana

É inevitável. Para termos sucesso vamos ter que sair da zona de conforto. Vamos ter que fazer coisas para as quais não estamos preparados. E claro, vamos ter receio.

Mas o primeiro passo para deixarmos de ter receio de sair da zona de conforto é fazer qualquer coisa que nos seja desagradável (pelo menos à primeira vista).

E o ideal para nos habituar é fazer pequenas coisas a que não estamos muito à vontade.

Por exemplo:

  • Distribuir uns folhetos pessoalmente à porta da loja.
  • Aprender um programa de computador novo (Excel, Photoshop, etc).
  • Apresentar-se a outros lojistas da zona.
  • Aprender a fazer publicidade.
  • Aprender a ler um balanço da contabilidade.
  • Etc.

#7 – Recupere os níveis de energia

Muito do nosso cansaço mental (e consequente falta de motivação), vem do facto de nos faltar energia física.

Há duas formas principais de termos energia física:

  • Boa alimentação
  • Exercício físico.

Se você pratica exercício físico, já deve ter reparado numa coisa estranha. Passadas algumas horas de fazer exercício, estamos com mais energia.

Por isso, quando sentir cansaço (físico ou mental), vá ao ginásio, faça exercício em casa, ou vá dar uma passeio em passo acelerado. Vai ver que passadas algumas horas está com mais energia e vontade de vencer.

#8 — Procure pessoas otimistas.

Você conhece alguém, que depois de falar com essa pessoa, você se sinta mais otimista?

Se sim, você deve estar mais vezes com essa pessoa. Vá sair com essa pessoa com mais frequência. Telefone-lhe. Siga-a nas redes sociais e veja o que ela está sempre a postar.

O otimismo é contagiante.

#9 – Afaste-se de péssimistas

Infelizmente também o pessimismo é contagiante. Por isso, afaste-se de pessoas pessimistas.

Mas não confunda pessoas pessimistas com pessoas realistas.

Para as pessoas pessimistas nada funciona. E tudo está sempre mau: o presente e o futuro. Aparentemente para essas pessoas “antigamente é que era bom”.

#10 — Não se preocupe com o que os outros pensam de si

A escola é, em muitas situações, má para o desenvolvimento de uma pessoa. Principalmente quando estamos na pré-adolescência e adolescência.

É nesta fase que a maioria das pessoas fica com receio (por vezes pavor) ao que os outros pensam. Os miúdos na escola podem ser muito maus para os outros, e sem nenhuma razão.

Depois, entramos na vida profissional com esta mentalidade: O que é que os clientes (ou empregados, ou fornecedores, familiares, etc) pensam de mim?

Mas na realidade a maioria das pessoas não pensa nada sobre você. Na realidade, a maioria das pessoas está tão preocupada em saber o que os outros pensam delas, que nem pensam em você.

Uma vez vi uma frase que achei interessante.

“Aos 20 anos, preocupamo-nos com o que os outros pensam. Aos 40 anos, deixámos de nos preocupar com o que os outros pensam. E aos 60 anos, descobrimos que os outros nunca pensaram nada sobre nós.”

Não deixe de perseguir os seus objetivos só porque está preocupado com o que os outros pensam de si.

#11 — Visite lojas de sucesso

O sucesso é contagioso. Estarmos em lojas de sucesso (que não sejam nossas concorrentes diretas) faz-nos sentir o que é o sucesso. E isso vê-se.

  • lojas cheias de clientes
  • decorações extraordinárias.
  • empregados atarefados a atender

Por isso, visite lojas de sucesso (mesmo que você só tenha lojas virtuais). É importante que você aprenda com quem está no topo.

E claro, quando visitar essas lojas pense: no futuro, o meu negócio vai ser tão bem sucedido como este.

#12 — Esteja sempre a aprender

O desconhecimento é o que nos faz não conseguir atingir os objetivos. E isso combate-se com o conhecimento. E o conhecimento adquire-se através da educação, da aprendizagem.

Se me pedissem para dizer qual é capacidade mais importante de um lojista, eu diria: capacidade aprender.

Podemos aprender com a nossa experiência (e é assim que aprendemos bastante). Mas também podemos aprender com a experiência acumulada de outros. Seria estúpido que as pessoas não utilizassem o que outras pessoas foram aprendendo ao longo das suas vidas profissionais. Para quê ter que cometer erros, experimentado coisas que não funcionam, em vez de aprender com quem já fez?

Por isso, leia muito e aprenda. Leias livros, blogues (tal como o deste site), e faça cursos. Permita-me que aconselhe os cursos deste site (que são específicos para lojistas). Mas obviamente, existem muitos mais cursos disponíveis por aí, para você aprender.

O mais maravilhoso da internet é a possibilidade de aprendermos quase tudo, sem termos que sair de casa.

#13 — Falhar é sucesso

Pare de ver o falhanço como um insucesso.

Falhar, no pior caso, é você descobrir um caminho que não funciona. Mas na maioria dos casos, o que nós vemos como falhanço é apenas o início do sucesso.

Quando estamos muito próximo do sucesso é quando aparecem os problemas. Mas é nestes momentos que muitos lojistas desistem. E não conseguem perceber como estiveram tão perto do sucesso.

Os praticantes de musculação compreendem muito bem este conceito. Quando falham, ou seja, quando já não conseguem levantar o peso, isso significa que levaram o corpo ao extremo. E é assim que os músculos crescem.

Quando falhar em alguma coisa, pare. Descanse, e no dia seguinte volte com novas ideias.

#14 — Visite a concorrência.

De vez em quando, visite a sua concorrência. Se for uma loja física, passe perto da loja (e nem sequer precisa de entrar). Se for uma loja virtual, visite o site.

E diga a você própria:

“São estes que eu vou bater. Vou ser melhor. Vou ter mais clientes. E dentro de alguns meses, estarei a apreciar o primeiro lugar”

Ter um negócio, não precisa de ser visto com uma batalha contra as outras lojas. Mas é uma competição.

Por isso, habitue-se à ideia de competição. Não fuja de ver as lojas concorrentes que neste momento estão a ter mais sucesso. Pelo contrário. Olhe bem para elas, pois são os seus futuros clientes que hoje lá fazem compras.

#15 — Não veja (tantos) noticiários

As televisões, jornais e sites de notícias vivem do seu tempo. Quanto mais você lhes der o seu tempo, mais eles ganham dinheiro. E eles sabem que uma das melhores formas de conseguir a atenção das pessoas é através das notícias negativistas. As desgraças vendem notícias. Mas para você, só faz ficar a pensar nos aspetos mais negativos da humanidade.

Imagine se um extraterrestre lesse as notícias de um jornal da Terra. Certamente iria ficar a pensar que este planeta era horrível. Um péssimo sítio para se viver. Mas isso não é verdade. Felizmente, as más notícias não fazem parte da vida diária da maioria das pessoas.

Foque-se nos aspetos positivos da humanidade. São esses que permitem que você possa encontrar oportunidades de negócios.

E se quiser fazer uma experiência para ver como eu tenho razão, esteja uma semana inteira sem ver, ou ler, notícias. No final da semana, vai ver que os seus níveis de otimismo aumentaram imenso.

#16 — Faça férias do trabalho

Isto pode parecer um conselho banal. Mas a verdade é que fazer férias do trabalho é extremamente importante.

E a razão principal não é a de descansar (ainda que obviamente também seja importante). A razão principal é libertar a mente das mesmas ideias, e voltar com novas ideias. Mas o segredo para conseguir voltar com novas ideias, por mais estranho que pareça, é não pensar nos problemas. Você pode até pensar que não esteve a pensar no trabalho enquanto esteve de férias. Mas a verdade é que quando voltar, você vai ter ideias novas.

O ideal é parar uma ou duas semanas. E você nem precisa de ir para fora. Claro que sair do seu ambiente é melhor. Mas se isso não for possível, deixe de ir ao trabalho durante uma semana.

Fazer férias do trabalho tem ainda uma outra vantagem. É que obriga você a arranjar maneira do seu negócio funcionar sem a sua presença.

#17 — Treine na mais difícil situação.

Quando eu era mais novo, havia um mito que dizia que os chineses eram bons no ping pong (ténis de mesa) porque aprendiam a jogar com uma colher. Ora, como jogar com uma colher é muito mais difícil do que jogar com uma raquete (que é muito maior), quando eles passavam a jogar com a raquete, o jogo parecia extremamente simples.

Um dos exercícios que eu sugiro aos lojistas a quem eu ajudo, é pegar no produto (ou serviço) mais difícil de vender (talvez um produto que já esteja na loja há muito tempo), e tentar vender esse produto.

É que vender produtos que “voam da prateleira” não exige grande habilidade. Mas vender produtos que os clientes dificilmente querem comprar, já exige muita imaginação, e novas soluções.

Se você se tornar bom a fazer as tarefas mais difíceis, nada o vencerá quando tiver que fazer tarefas mais simples.

#18 — Veja os problemas como um desafio

Se você ainda se lembra da escola, deve-se recordar dos problemas de matemática que os professores nos davam. Esses problemas não eram mais que exercícios com uma solução que nós tínhamos que encontrar. No final. havia sempre uma solução correta, mesmo que houvesse diferentes formas de resolver.

Os seus problemas nos negócios são quase todos como os problemas da escola. Têm uma solução. E provavelmente têm várias formas de lá chegar. Você só tem que conseguir encontrar uma dessas formas, e terá a solução.

#19 — Ajude os seus clientes, e terá muito mais dinheiro do que você precisa.

De uma maneira direta ou indireta, todos nós estamos nos negócios para ganhar muito dinheiro.

Mas se você for à procura do dinheiro, não o vai encontrar tão facilmente.

Repare nisto. Quem é que nos dá o dinheiro? Os clientes, certo?

Mas o objetivo dos clientes não é dar-nos o dinheiro deles. O objetivos deles é estarem satisfeitos.

Logo, para você ganhar dinheiro, você tem que fazer os seus clientes ficarem satisfeitos. E quando mais satisfeitos estiverem os seus clientes, mais dinheiro você vai ganhar. E também, quanto mais clientes você ajudar, mais dinheiro recebe.

Então, você só tem que arranjar maneira de ajudar muitos clientes. E você ajuda os clientes quando lhes resolve os problemas:

  • ajude-os a decorar melhor a casa deles para que eles possam impressionar as visitas, se você vende móveis;
  • ou ajude-os a vestir de forma mais económica;
  • ou ajude-os a ter refeições mais saborosas;
  • etc.

Há muitas maneiras de ajudar os clientes. Comece hoje mesmo a dar aos clientes o que eles querem.

#20 — Leia auto-biografias

Ler a história de pessoas que tiveram sucesso, contada pelos próprios, é do mais inspirador e motivador que há.

Primeiro, isso lembra-nos que é possível ter sucesso, e em várias áreas da vida e dos negócios.

Segundo, ficamos a conhecer o pensamento e a ação por detrás desse sucesso.

E quase sempre o sucesso não é linear. Antes de alcançarem o sucesso, essas pessoas têm que passar por muitas dificuldades e desafios.

Algumas auto biografias que eu aconselho:

  • Ray Kroc (o fundador do McDonalds) – há um filme com o título “O fundador”, que conta essa história.
  • Sam Walton (Walmart)
  • Ed Catmull (Pixar)
  • Sophia Amoruso (Nasty Gal)

Quer aprender mais sobre este tema?

Temos vários manuais e cursos para que possa aprender ainda mais sobre este e outros temas de negócios de lojas. Dê um salto enorme no seu negócio.

Gostou deste artigo?

Estamos sempre a lançar novos artigos para ajudar quem tem, ou quer ter uma loja. Pode inscrever-se na nossa newsletter (e ainda por cima é gratuita), e assim receberá os novos artigos no seu email, e outras informações.

E ainda recebe um livro grátis.